sexta-feira, 16 de setembro de 2011

  E eu fujo dessas pessoas que fazem aquelas perguntinhas clássicas sobre minha vida pessoal. Não há nada tão deselegante quanto dar satisfação a fofoqueiros de plantão, e não digo que é deselegante perguntar, porque a incoveniência não os permite entender. Então eu passo longe, e se possível for, até sumo e sigo o meu rumo, que é meu, só meu e dos que são do bem.

Um comentário:

Fabio Bellan disse...

Este seu pensamento é muito parecido com o meu........ gostei mesmo viu!!!! ah já sou membro do teu blog.......
Um grande bjo vritual
http://comdnoticias.blogspot.com/

Do Sempre
Fabio Bellan